Vitrine de Curiosidades /28
Heliógrafo Militar
Edifício de São Francisco | Memórias, 9 de agosto a 4 de setembro
O heliógrafo ou telégrafo ótico, originalmente concebido na Alemanha, em 1821, por Carl Friedrich Gauss para demarcações territoriais, deve a sua aplicação nas comunicações militares a Sir Henry Christopher Mance, do Corpo de Sinalização do Exército Britânico.
É geralmente constituído por um espelho principal que, quando alinhado com o Sol, reflete e emite o sinal, e um espelho, secundário, que quando não há alinhamento com o Sol, permite, graças à sua mobilidade, projetar a luz solar no espelho principal. Associado ao espelho principal existe geralmente um sistema que gera impulsos de luz (flashes) de tempo variável, de modo a transmitir um código.
Este heliógrafo militar, pertencente à Unidade de Gestão de Militaria e Armamento do Museu de Angra do Heroísmo, é um modelo tipo Mance Mk V, destinado a ser montado num tripé, possuindo os dois espelhos característicos com 5 polegadas de diâmetro, bem como o sistema manual de geração de impulsos luminosos. Sendo dos heliógrafos portáteis com espelho de maior diâmetro, possibilitava alcances da ordem dos 80 km.