Histórias de Fé
Palmito

Os palmitos são composições feitas com flores artificiais, simétricas, tradicionalmente usadas na decoração de oratórios e altares e com origem conventual.
A produção de flores, destinadas ao embelezamento dos espaços litúrgicos e à decoração dos andores usados nas procissões, era uma das tarefas a que se dedicavam as religiosas conventuais. O requinte da sua execução e o valor das matérias-primas faziam delas bens de prestígio, que constituíam uma fonte importante de rendimento para os conventos açorianos, nos séculos XVIII a XIX.
Esta peça foi doada ao Museu de Angra do Heroísmo pela artesã Gabriela Mota Faria, na sequência da realização de um ateliê realizado em 2019, no Serviço Educativo do Museu de Angra do Heroísmo, em colaboração com o Centro Regional de Apoio ao Artesanato, em que foi demonstrada a elaboração destes artefactos decorativos.