Arquetas Namban
II momento da exposição Do Mar e da Terra… uma história no Atlântico, 6 de abril a junho
Requintadas, belíssimas e ricas estas arquetas Namban do período Momoyama (1568 a 1603) ou mesmo anteriores, pertencentes ao colecionador Vergílio Schneider, são magníficos exemplares da arte Namban, que se desenvolve no Japão, na sequência da chegada dos portugueses em 1543, constituindo um dos primeiros exemplos conhecidos da ocidentalização da Ásia.