Caracterização Exposições Museu Aberto Informações
Exposições 2011

2017 |2016 | 2015 |2014 |2013 |2012 | 2011 | 2010 | 2009 | 2008 | 2007 | 2006
         
Terra Brava: Rapid Assessment Visual Expedition
Sala Dacosta, 15 de Outubro a 30 de Novembro
(realizada pelo Grupo da Biodiversidade do Centro de Investigação e Tecnologias Agrárias dos Açores, na sequência de uma RAVE, protagonizada pelo mesmo grupo que contou com a participação de 12 fotógrafos).
A abordagem estética dos fotógrafos e o saber e experiência dos cientistas do Grupo da Biodiversidade dos Açores conciliam-se nesta exposição colectiva, de forma a traçar o retrato de habitats e espécies que caracterizam a Terra Brava, um dos últimos redutos de floresta nativa dos Açores que integra o Parque Natural da Terceira, e a evidenciar as ameaças à sua preservação.
   
Terceira, Terra de Toiros
Sala de Destaques, 16 Junho a 16 Outubro
Exposição que ilustra a relação distintiva que a população da Terceira mantém com o Toiro, enquanto animal consagrado ao Divino Espirito Santo e parceiro de divertimento nas touradas à corda e de praça.
   
Faces da Moeda
Sala do Capítulo, 16 Junho a 16 Outubro
As faces da moeda aintiga são o tema central desta exposição que inclui espécies evocativas das dinâmicas e das problemáticas inerentes à vida material e económica dos Açores.
   

A pedalada de Juvenal
A pedalada de Juvenal dá conta do percurso biográfico de Juvenal Castro, professor praiense que se distingue pelos seus múltiplos talentos artísticos e nomeadamente pela sua perícia como gravador de dentes de cachalote.
Além de uma colecção de scrimshaws, a exposição integra esculturas, inúmeros desenhos, projectos de cartazes e também esboços de carros alegóricos, que Juvenal Castro desenhou para os desfiles das festas da cidade da Praia da Vitória, desde que aquelas têm lugar.
Numa das paredes, encontra-se desenhada uma pintura mural, em que o público é convidado a colaborar.
Durante o tempo de duração da exposição, terá lugar a gravação de um dente de baleia, num ateliê integrado no espaço expositivo.

   

Museu) em ( Aberto 
: 6 peças do Museu de Angra sob o olhar de António Araújo

Sala Dacosta, até 9 de Outubro
A esta primeira tentativa de abrir ao público o vasto espólio do Museu de Angra do Heroísmo, mediante o recurso a uma perspectiva pessoal capaz de valorizar esteticamente as peças e  de dar conta  do seu valor e significado histórico, cultural e afectivo, seguiram-se duas exposições em telas de grandes dimensões, afixadas nas fachadas da Igreja de Nossa Senhora da Guia, da Caixa Geral de Depósitos e da Igreja da Misericórdia de Angra, numa iniciativa que visou aproximar ainda mais os terceirenses do seu Museu.  

   
Minorias Étnicas
Exposição de Trajes Tradicionais da China
5 a 11 de Setembro
   
Máquinas de Escrita
Fórum Terceira, 29 de Julho a 4 de Setembro
   
25 Anos - 25 Projectos: A União Europeia hoje nos Açores

   
A GRANDE GUERRA NOS AÇORES: Memórias atlânticas da primeira guerra mundial
Sala de Destaques, Abril a Junho de 2011
Esta exposição dá conta de repercussões que alteraram o quotidiano insular, de episódios que marcaram o viver açoriano e de histórias de heroísmo que enriqueceram a nossa memória, aquando da Grande Guerra.
   
A Cerâmica Europeia dos Séculos XVII a XIX
Sala de Oportunidades, Novembro de 2010 a Maio de 2011
A exposição A Cerâmica Europeia dos séculos XVII a XIX: da influência oriental às imagens do ocidente pretende mostrar a evolução do design na cerâmica europeia. Esta exposição integra peças que comprovam a acção determinante que a porcelana chinesa exerceu ao nível da formação do gosto europeu de seiscentos e mostram como o naturalismo e o romantismo europeus marcam igualmente a gramática decorativa da produção nacional, durante o século XIX.
Pratos, terrinas, jarras e mangas de farmácia, essencialmente de origem portuguesa, todos pertencentes à colecção de Artes Decorativas do Museu de Angra do Heroísmo, criam um conjunto apelativo e rico, evocador de ambientes requintados e sumptuosos, que pode ser visitado na Sala de Oportunidades desta instituição.
   
Pintura de Carlota Monjardino
Sala Dacosta, 04 de Março a 08 de Maio
Trata-se de uma exposição composta por mais de uma dezena de quadros em que avultam impressões voláteis, esfumadas e imprecisas no seu contorno, mas de singular eficácia expressiva, que constituem depuradas representações abstractas de uma comovida e reverencial empatia entre a artista e a natureza.
   
A Imprensa Terceirense na I República
Sala do Capítulo, de 29 de Outubro de 2010 a 1 de Maio de 2011
Através desta exposição, desenvolvida em parceria com a Biblioteca Pública e Arquivo de Angra do Heroísmo, pretende-se caracterizar a imprensa terceirense e mostrar através dela alguns aspectos da vida política, social e cultural no período da I República.


Esta exposição assenta em painéis temáticos que, a par de uma visão da imprensa local da época, dão conta dos conteúdos a que ela deu relevo, ao longo da I República. Assim, são abordados temas como a questão religiosa, a educação, o desenvolvimento económico, o desporto, o papel da mulher na sociedade e ainda os hábitos de consumo, os quais permitem caracterizar a vida política, social e cultural deste período.
   
EX-LIBRIS DO MAR, em exposição no Museu de Angra do Heroísmo
Sala Dacosta, 28 de Janeiro a 28 de Fevereiro
O Museu de Angra do Heroísmo apresenta de 28 de Janeiro a 28 de Fevereiro, na Sala Dacosta, a Exposição temporária EX-LIBRIS DO MAR, organizada pelo Grupo de Amigos do Museu da Marinha (Gamma), e que é apresentada na Terceira na sequência de uma proposta do Sr. Capitão do Porto de Angra do Heroísmo, Capitão-de-fragata Diogo Vieira Branco. A mesma, composta por 21 painéis que integram uma numerosa colecção de ex-líbris com imagética de expressão náutica, é acompanhada por um catálogo que relata detalhadamente a história do ex-librismo em Portugal.
   
A Maçonaria nos Açores
Sala de Destaques, Novembro de 2010 a Fevereiro de 2011
   
2007 © Museu de Angra do Heroísmo. Todos os direitos reservados. Última actualização a 2012-05-18