Museu em Arquivo: 70 anos de imagens
Sala Dacosta, 29 de março a 19 de maio
Ao longo de sete décadas, o Museu de Angra do Heroísmo foi reunindo e mostrando muitas histórias que, de algum modo, foram compondo a sua própria história, aquela que este projeto expositivo tenta refazer, no âmbito do programa de celebrações do 50. º aniversário da sua instalação no Edifício de São Francisco (1969) e do 70.º aniversário da sua fundação (1949). Nesta exposição, aborda-se, num primeiro plano, o Museu naquelas que foram e são a suas principais componentes: a fundação institucional, a incorporação de acervo, as instalações e as exposições. Na realidade, sem a institucionalização por decreto-lei, sem um acervo que cresceu a cada ano que passava, sem instalações condignas e mostras expositivas, o Museu de Angra do Heroísmo teria sido apenas mais uma tentativa de dotar a cidade de um equipamento cultural que enriquecia quase todas as capitais de distrito. Noutro plano, como se de uma bolsa se tratasse, desenvolve-se a importância do arquivo fotográfico para a realização do Museu como uma entidade geradora de informação e de conhecimento. Com efeito, a história da fotografia e dos fotógrafos terceirenses cruzou-se, como aliás não poderia deixar de ser, com as mais diversas tentativas de criação de memórias individuais e coletivas, e estas, por sua vez, acabaram por se fundir, fazendo com que o mais pequeno retrato de uma criança possa conter toda a história de uma ilha.