Às Vezes Neva em Abril
24 abr. 21h30, Museu de Angra
de João Santos Lopes, pelo Grupo de Teatro A SALA, grupo de teatro residente do Museu de Angra do Heroísmo
No âmbito das Comemorações do 25 de Abril, do Município de Angra do Heroísmo e da Temporada de Teatro de 2014
Com encenação de Luís Carvalho e com a assistência da encenação a cargo de Eduarda Reis, a peça conta com as interpretações de Hugo Bernardo, Hugo Silva, José Luís Neto, Pedro Cravo Fernandes, Ricarda Mendonça e Rui Manuel Rosa.

SINOPSE
“A minha opinião é que em Portugal, se há assuntos que são claramente tabus, um é a questão da guerra colonial. Ninguém fala sobre a guerra colonial ou, quando se fala, fala-se sempre de forma deturpada. O peso da guerra de África é muito forte. Aquela ideia de que os Portugueses são um povo de brandos costumes tem sido muito alimentada. Nós não somos realmente um povo de brandos costumes. Nunca tivemos foi aqui na nossa sociedade dinâmicas de desenvolvimento capitalista suficientemente intensas que gerassem uma filosofia individualista forte. É devido à ausência dessa filosofia que não atingimos ainda níveis de tensão racial tão agudos como se verifica nos países mais desenvolvidos.” (João Santos Lopes, autor de “Às vezes Neva em Abril”) Continuará a ser assim por muito mais tempo? 40 anos depois, esta é a pergunta que pretendemos ver respondida, em jeito de provocação!